Márjory Félix : Encerrando ciclos

Encerrando ciclos

Acabar com as coisas, encerrar ciclos, recomeçar..

Difícil as vezes né?
Mas vou te contar que é sempre necessário.




Eu tive um relacionamento de 4 anos da minha vida. Foi meu primeiro namorado, primeiro de tudo. Fiquei grávida um tempo depois, e encarei a gravidez na adolescência na minha vida. Não foi fácil, mas eu posso dizer hoje, que eu consegui.

Sempre fui muito apegada a ele, acho que pela imaturidade, por ser meu primeiro em tudo....
 Achava que sentia o maior amor do mundo, que se eu ficasse sem ele algum dia eu morreria, com certeza... Mas que bom que o tempo passa, a gente cresce e vê que ninguém morre de amor, muito menos do que acha que é amor. 

Eu acho que nunca foi amor, pode ter sido apego, dependência emocional, carinho e etc, mas amor, ahhh amor nunca foi.

Amor pra mim está longe de tudo que passei. Amor é paz, serenidade, certeza, paixão, confiança. E eu nunca senti isso. 

Quando somos novas temos a mania de achar que tudo dura pra sempre, e que se não durar vamos fazer com que dure. E não é bem assim, nunca foi, nunca será. Namora lo, e passar esses 4 anos da minha vida foi sim muito importante pra mim, pois se eu não tivesse tido toda essa experiência não estaria tão tranquila e vamos dizer, um pouco mais madura. Então, foi necessário eu passar por tudo. Ver que nem tudo são flores, que as pessoas mentem, que as pessoas traem, que as vezes elas não querem estar perto o mesmo tanto que você. E o mais legal disso é que aprendemos que tudo nessa vida passa.

E que bom, né?!

Chega uma hora que de tanto você empurrar com a barriga, de tanto você passar por cima, ir levando, namorando sozinha, você cansa. Eu sempre li isso, que quando a mulher cansa, ela cansa pra valer e não tem nada que a faça voltar atrás, achei que era balela, mentira. Mas fui provada que é exatamente assim. Uma hora ficamos exausta, uma hora desgasta, uma hora você  transborda e de repente você já nem gosta mais, já nem sente falta, já nem quer mais tá perto. Uma hora, de tanta ausência a gente se acostuma, e vê que tem vida sem ele, e como tem.

Depois disso você se liberta, você reflete seu relacionamento inteiro, você coloca na balança o que é melhor pra você e entende que não vale a pena.

E a culpa não é de ninguém, simplesmente a vida é assim.. Precisamos sempre encerrar um ciclo para começar outro.

Que seja a escola, no trabalho, em casa, e nos relacionamentos.

A vida é cheia de fases e eu agradeço por isso. Pela chance de viver cada dia algo novo sem saber do amanha, e ter a certeza de que, ao acordar vou conseguir lidar com qualquer dificuldade que vier.

<3
Página Anterior Página Anterior