Márjory Félix : Uma metamorfose ambulante

Uma metamorfose ambulante

Por ser de gêmeos fica claro entender como sou. Esse signo fala claramente: mentalmente aberta, rápida no pensamento, inquieta, curiosa,comunicativa, amigável. Pronto, me descreveu quase que 90%.





Pareço uma borboleta voando de uma coisa pra outra, de um grupo pra outro, conversando sobre diversos assuntos. Não me restrinjo a uma só coisa, vivo buscando coisas novas, bem inconstante, hoje quero, amanha não mais. Dai vem a dificuldade em gostar tanto de algo ou alguém. Amo a liberdade de ir e vir, de querer ou não, detesto me privar. Na verdade sou uma mulher de fases. Eu diria que sofro metamorfoses constantes. Me desapego fácil ao mesmo tempo que me apego. Eu diria melhor ainda: Preciso sempre renovar meus pensamentos, mesmo que tenha que comparar com os antigos, e por fim, abandonar os que já não me servem mais. Acho que só assim consigo viver o meu presente de verdade, e sempre fui assim. Claro que o passado foi importante, me ajudou muito, ou até não ajudou. Mas a verdade é que sofremos menos quando vivemos o hoje. Aliás creio que só vivemos bem se aproveitarmos o hoje com a maturidade que não tivemos ontem.
Página Anterior Página Anterior